terça-feira, 7 de fevereiro de 2006

Nuvens e Sorrisos

© Fotografia: Joana Pereira da Silva

Os olhos estão fechados
Os cabelos molhados
Nada me dizes,
Compreendo-te.
Há sorrisos escondidos
Que se enlaçam e nos procuram

Dá-me a tua mão,
Sei que me vês sangrar com terror
Mas quando estás por perto
A minha alma sorri

Vou ter-te sempre no meu pensamento

Quando o sangue secar
Sei que vais deitar-te ao luar
E ver os meus olhos
A sorrirem nas estrelas

Quando as estrelas se esconderem, vê
O meu sorriso no desenho das nuvens, vê
Como o meu amor continua
Intacto!

30 comentários:

Rosmaninho disse...

Imagem linda!

Não a copiarei, terei de pagar direitos de autor à Joana Pereira da Silva e não sei quem é...;):)

No meu pensamento estás, Joana. Não é por acaso que aqui escrevo e, de vez em quando, passo por aqui esperando ver o teu sorriso no desenho das nuvens.

Gostei do que li, gostei de saber que há sorrisos escondidos e que a tua alma sorri.
Continua com o teu amor sempre intacto.
Um beijo

Ricardo disse...

"...muito além desta beleza que transborda de ti, há uma outra beleza que me encanta mais: a beleza da tua alma, a generosidade do teu coração..."


começo por dedicar-te esta frase que alguém escreveu um dia,
gosto muito de ti como tu sabes...
continua assim a escrever desta maneira e a seres como és, simplesmente a Joana...

beijo

Joana disse...

Rosmaninho,
depois de ler o teu comentário, já fiz as alterações devidas para que todos se possam servir das fotografias [Joana Pereira da Silva].
Obrigada por continuares a seguir-me!
Beijo

Ricardo,
obrigada...apesar da ausência sei que estás presente!
Beijo

chuvamiuda disse...

.....que a alma sorria, afinal de contas sem sorriso na alma, não há sorriso na face..... :)*

NightWolf disse...

muito bonito este teu poema, pelo que me apercebi tb tens um gosto especial por fotografia ;) obrigado pelas palavras que deixaste no meu ;) beijinhos

Nekynho disse...

E enquanto o amor for como o azul do céu, será infinito, suave, quente e, mesmo que as nuvens apareçam, o sol estará sempre, por cima delas, a brilhar :o)
Obrigado pelos momentos de pura magia do teu poema :o)

Jorge Moreira disse...

Muito bonito!
Beijinhos,

lusoblogger disse...

depois de visitar o teu blog:
"Vou ter-te sempre no meu pensamento"

beijo

FRT disse...

Sempre gostei de ver os desenhos nas nuvens,


Acredito que os teus olhos sejam brilhantes como as estrelas e a tua alma também.


Gostei de visitar os teus recantos.

Fernando R. Tavares

blue note disse...

sempre este amor imenso dentro de ti.
Feliz de quem é amado por ti.

Doce beijo doce para ti Querida

Joana disse...

Chuvamiuda,
sim...a minha alma continua a sorrir e nas nuvens!
Beijinhos

Nightwolf,
Eu também gostei muito das tuas palavras, aqui e no teu blog.
Podes sempre voltar.
Beijo

Nekynho,
Muito obrigada pelas tuas palavras.
Volta sempre.
Beijo

Jorge,
obrigada pelo regresso.
Beijo

Lusoblogger,
Ainda bem...que me vais ter dessa forma!
Volta sempre.
Beijo

Fernando,
Sim...os meus olhos sempre brilharam muito. Há alturas em que ficam mais brilhantes ainda! :)
Beijo

Florinda,
Muito obrigada Amiga. É bom ter amigos como tu!!!
Beijo grande

Lagoa_Azul disse...

Bonito poema..."Vou ter-te sempre no meu pensamento"...
Obrigado pelas palavras de carinho no meu cantinho de palavras,
mas jamais esqueças o mestre, que diz que o poeta é tao bom fingidor, que chega a sentir que é dor a dor que deveras sente :)

Beijos com carinho.

Ni disse...

«Os olhos estão fechados
Os cabelos molhados
Nada me dizes,
Compreendo-te.
Há sorrisos escondidos
Que se enlaçam e nos procuram»


*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*
Os olhos estão docemente salgados...
Os cabelos,pelo vento e a noite entrelaçados...
Tudo calas, dizendo-me o que não queria.
Compreendo-te, no que já sabia...
Há paraísos perdidos, rotas desviadas, mapas esquecidos...
Que nos enlaçam no tempo anulado...
... nos espaço vazio que deixaste ao meu lado...

Ni*



Gosto de ti, Joana.

Abraço com carinho

Nina

Rosmaninho disse...

E hoje Joana, há mais nuvens ou sorrisos?
Nada me dizes, compreendo-te.
Sei que há sorrisos escondidos... Procurei-os... não os vi por perto.
Continuo contigo no meu pensamento.
Vem ver os meus olhos a sorrirem... nas estrelas vindas do céu. ;):)
Um beijo

Louco de Lisboa disse...

Só "vi" sofrimento neste poema.
Li, reli... até me interroguei.
Serei eu que estou a ler-te de uma forma sofrida?
Com isto não quero dizer que não gostei, eu até gosto mais de poesia sofrida que da outra que fale de flores, de encantos fáceis, de amores eternos e dessa pernafenália toda que existe ao dispor de quem quer escrever fácil ou para encantar de forma vulgar.

Bolas, hoje estou estranho..

Um beijo, até outro momento.

Joana disse...

Lagoa azul,
pois é...há pessoas que não nos conhecem mas descobrem-nos logo a alma! :)
beijo e obrigada pela visita. Volta sempre.

Nina,
Muito obrigada pelas tuas palavras. Nem sabes como foi bom lê-las...será que mereço?!
Fico muito feliz por te ter aqui. E eu também GOSTO MUITO DE TI!
beijinho grande

Rosmaninho,
obrigada pela presença e carinho! Nem sabes como é bom perceber que há pessoas que não nos abandonam!!!
Beijinho grande

Louco de Lisboa,
pois...tu não serás psiquiatra? Dizem que os psiquiatras são loucos e percebem bem o nosso estado de espírito! Obrigada.
Beijinho e até um próximo momento

Serpente Emplumada disse...

Blog bonito, é a primeira vez que o visito. palavras doces... []

Francisco disse...

Lindo blog, joana
Pasare a visitarte.
Saludos.

mixtu disse...

Muito querer em amar, em sentir...

sunshine disse...

lindo *

Rosmaninho disse...

Joana
E hoje?... Como estás?
Há mais nuvens ou sorrisos?
Mais sorrisos... só pode!...
Um beijo

marta disse...

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa dizer do meu amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinicius de Moraes

O_Chaga disse...

depois de um belo profile, so podia mesmo vir um belo blog!

Joana disse...

Serpente,
ainda bem que gostaste. Volta sempre.
Beijo

Francisco,
bienvenido. Saludos

Mixtu,
muito querer em ser feliz! :)

Sunshine,
Linda és tu!

Rosmaninho,
Mais sorrisos...apesar das nuvens!
Beijinho

Marta,
Obrigada pelas palavras...volta sempre!

O chaga,
Obrigada mais uma vez pelas tuas palavras...
beijo

Andreia Ramos disse...

lindo!fizeste-me olhar para dentro de mim!parabens pelo blog1
beijinho!

Rosmaninho disse...

E hoje Joana?
Estás nas nuvens ou os sorrisos levaram-te para outro lugar?
Onde estás Joana?
Alguém sabe onde está a Joana?
Aqui deixo um beijo (volta Joana, estás perdoada!)

lena disse...

lindo!
"Nuvens e Sorrisos"

uma mão, um pensamento, uns olhos que sorriem e brilham como estrelas e um amor lindo como o teu, doce Joana

Como se respira aqui a felicidade e a amor


gostei muito de te ler



beijinhos, muitos para ti

lena

Filipe disse...

Nada é intacto... nem mesmo o sorriso... um sorriso tem tanto de nós proprios... como te todos os que nos rodeiam! Certamente será por isso que um sorriso transmite tantas sensações a quem o vê... porque está ali mt coisa familiar.. porque esta ali, muito mais q uma pessoa... estão também espelhadas as vivencias q vão inundando o nosso ser!
E assim crescemos... nao intactos.. mas crescemos ao sabor das sensações!

Musician disse...

Tao delicado, tao bonito =)

Joana disse...

Andreia,
Ainda bem que nos encontramos e que te encontraste...aqui!
Beijinho

Rosmaninho,
apesar das nuvens de vez em quando taparem o sol...não deixo de olhar o céu!
Beijinho grande

Lena,

Ainda bem que consegues beber tudo isso aqui e de mim. Às vezes dizem-me que sou triste...e eu que tenho tanto Amor para dar! :)
Beijinho grande

Filipe,
as sensações fazem-nos crescer...sem dúvida!
Obrigada pela visita. Volta sempre.
Beijo

Musician,

quando nós somos delicados e bonitos, o que lemos assim se transforma!
Beijinho